Skip to content

Valparaíso, 20/7/2012

julho 21, 2012

por Luiza Baldan

[Denúncia anônima]

As adversidades chegam por alguma razão e trazem novas perspectivas de avanço. Agradeço todos os dias o apoio de conhecidos e desconhecidos, o carinho e a solidariedade de quem menos se espera. Especialmente numa cidade cheia de mágica (para não dizer mistérios) que ainda me falta muito por explorar.

Recebi uma denúncia anônima sobre o ladrão da minha câmera. Fui assaltada há dois dias, em uma rua bem próxima ao meu alojamento, e ontem deixaram debaixo da porta um papelzinho que descrevia o contraventor.

A partir do assalto, tudo o que havia planejado (ou propositalmente não planejado) precisa ser repensado. Sem meu equipamento de gravação de movimento, leia-se som e imagem, fico a princípio mais limitada. Mas se eu mudar a maneira de pensar, atuando como uma “profissional amadora”, tenho a oportunidade de quebrar certas regras que me impus ao longo do processo artístico, o que pode ser bastante saudável. Perder um pouco do controle característico e deixar outras brechas para que o trabalho aconteça.

Neste momento o suporte do pessoal do CRAC é fundamental. As conversas e, acima de tudo, a expansão do campo de pesquisa trazem uma infinidade de caminhos a percorrer.

A continuar…

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: